sua localização:Casa»Mecânica»conteúdo

Levitação permite fazer reações químicas sem contato

Química com levitação

Dois químicos da Universidade do Havaí conseguiram usar a técnica da levitação acústica para misturar duas gotas puras, fazendo-as reagir de modo controlado e observável.

A técnica permitiu, pela primeira vez, realizar experimentos sem contato, sem recipientes ou manuseio, que podem afetar o resultado.

Stephen Brotton e Ralf Kaiser construíram um levitador acústico capaz de suspender duas gotículas, uma acima da outra, e controlá-las de forma independente. O levitador opera dentro de uma câmara fechada, para permitir o controle das condições ambientais.

Variando a amplitude da onda sonora, a dupla fez então a gota superior oscilar e descer, até entrar em contato e se fundir com a gota inferior. Os pesquisadores testaram a técnica combinando diferentes gotículas.

Em um experimento, por exemplo, eles fundiram um líquido iônico com ácido nítrico, causando uma pequena explosão.

A reação química resultante pode ser monitorada em tempo real por vários instrumentos - em seus testes, a equipe realizou espectroscopia no infravermelho, Raman e visível-ultravioleta.

O novo método de levitação promete viabilizar o estudo de muitos tipos diferentes de reações químicas, em áreas como ciências dos materiais, combustão, química medicinal e até ciência planetária, dizem os pesquisadores, impedindo que contaminantes terrestres influam nos resultados da interação de compostos presentes em outros planetas.